DOCE

O copo de mate da minha avó, numa caneca só minha, levava quatro, cinco colheres grandes de açúcar. Cinco quando eu pedia mais. E a vida era doce.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *