VIVA LA VIDA DE LOS VIVOS

“Gosto de pessoas doces, gosto de situações claras — e por tudo isso, ando cada vez mais só. É como me sinto melhor.” – Caio Fernando Abreu

Em minha infância
ingeri proteínas
e aprendi a querer mais
sempre mais
de mim, de todos, do mundo, da vida…

Uma benção e uma maldição, aliás.

Mas,
considerando-se o número de mortos
nos terremotos e fora deles
achando viver
sem força nem pra tentar
o que acha (talvez um dia quem sabe) querer…
Prefiro meu caos.

Ah, mundo mundo
vasto mundo
então o poeta era pouco?

Pois bem,
engula isso:
sou muito mais
e dentre tantos souls
há um louco
tanque de guerra cinza
cheio de cisma
(sem drogas, Colheita Feliz ou Jesus Cristo)
que atropela qualquer desafio
e faz poesia.

Hoje o tempo se abre.

Caminho.

Os 4 elementos
no meu corpo novo
dançam
Viva la Vida
(esse é meu show, sozinho…)

Não preciso de nada além
para celebrar
(olhos marejados)
celebrar deliciosamente só
o sol (fogo)
atrás das árvores (terra)
o mar verdinho (água)
o vento na face (ar).

Caminho e sorrio.

Eu precisava do sol.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=Mm0n_ZCzb7g&hl=pt_BR&fs=1&&w=425&h=344]

11 respostas

  1. Meu irmão, esta sincronia é maldita mesmo! rsTu parece irmão mais velho defendendo o maninho. Assim que me senti com este poema.Que poema @#$¨&%#$@#…Espetacular!Abraço, meu brother!

  2. Ígor, tú és meu mano mesmo, manobrow! 🙂 Valeu!Lara, obrigado pela leitura! O quinto elemento é o coração. :)Abraceijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *