AMON HÁ FICTÍCIO

palavras escarpadas
dentifrício de céu
falésias e falências
desabando em câmera lenta
bonitas
bonitas musicais inteligentes criativas novas
lavrar noites em silêncio e solidão acompanhada
colher dias de amor
algodão-doce
tudo claro
tudo causticamente claro e infantil
seguir sem se curvar ao vento
alimento
de lembranças
o edifício
o difícil fechar de todas as janelas e portas
quando alcançar
o sol

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=Yi5LJnrU4wo&hl=pt_BR&fs=1&&w=425&h=344]

4 respostas

  1. Obrigado evandro!Tem uns dias estranhos… Onde saem uns poemas estranhos… E o pessoal demora a comentar. Quase me preocupo nessas horas. :DAbração

  2. Não se preocupe, é que sabe, algumas coisas dispensam comentários, são suficientes. Muitas vezes entro aqui, leio e não comento. Seus poemas bastam. :*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *