PARA JOÃO

A vida mole me fez duro
intolerante
intolerável.

Resta buscar leveza novamente
fora
da
poesia.

E aplicá-la
sobre quem
não merece
pedras.

5 respostas

  1. Tenho lido todas as suas postagens de duas semanas pra cá, e esse, com certeza, foi o poema que mais me identifiquei. Uma beleza! Gostaria de ter escrito algo assim. São nas fases mais sofridas que criamos os melhores poemas, não é?Abraço, amigo!

  2. Eu não consigo entender os meus sofrimentos atuais. E também não consigo escrever sobre os mesmos. Admiro sua forma de produzir pérolas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *