SEM MÚSICA

Ando apenas.

Nenhum poema
vem a pousar
no meu umbigo.

Nenhum amigo
nenhuma trema.

Ando apenas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *