PERCURSO

Quando há noite
e me deito
e me cubro
com o pó preto
oriundo dos pneus
que a linha amarela lixa
constantemente
com seus carros passando sempre
sempre em alta velocidade
decididos a chegarem sempre
sem nunca chegar
(tiros ao longe)
meus olhos arranham aranhas
mas mesmo assim no entanto no quarto
durmo branco
até a serra
do vizinho em obras eternas.

2 respostas

  1. Certos percursos, como um desse, não atrapalham meu sono (branco). Durmo independente das direções que penso em seguir.Abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *