COLO

Vem e me salva, palavra
que a palavra colo
hoje está tão solta…

(Hoje está tão longe,
tão pequenininha…)

E por toda boca
e por toda parte
meia-noite arde
sem chapéu de fogo.

Antes verde
hoje tarde
amanhã
arte?

(Arte
salva
de palmas…)

5 respostas

  1. Uau, que poema lindo! Que saudade, que vontade… marcaria. Imparcialmente marcaria. E agora te ofereço colo, boca, ouvidos e palavras. beijos e até o próximo poema

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *