O MESMO RIO DUAS VEZES

Para Machado de Assis

Flutuo na leve cidade
das palavras de Machado
quase chorando, quase dourado
como o sol esparramado desta tarde
desta tarde eterna e morna
que se espalha pelas frestas e detalhes
(comunhão de ares, comunhão de tempos, comunhão de Aires)
neste Rio de Janeiro.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=PDbLC0AiiPs&hl=pt-br&fs=1&w=425&h=344]

2 respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *