QUEM ESCREVE É A CRIANÇA

Na casa antiga do meu sono sonho
subi o muro do quintal com musgo
com muito esforço deito o muro alto
e me levanto ante o céu de chumbo

Poder de falo que o gigante dorme
e qualquer tronco de abacate é baixo

Só mais um salto e conquisto o verso
só mais um sonho e desperto o mundo

2 respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *