PARA IVAIR

Filosofia é poesia
vida
e não classificologia antiga
de conceitos mortos.

“Nas ilhas gregas
morreram
todas as verdades…”

Pálpebras de pedra
fecham a noite
e abrem sorrisos.

O que quer o poeta?

A fogueira crepitante
da anomalia
queima
o ismo estabelecido.

(Fogo é Heráclito…)

E eis aqui que sonho
um dragão negro
não sabe o que faz
na piscina antiga.

O que quer o poeta?

(água

nada

fixo)

3 respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *