“JANELA, PALAVRA LINDA”

Para Adélia Prado

O grande mundo
lê jornais e revistas
se olvidando de criar Deus
e adivinhar a maciez desses montes verdes…

Acadêmicos palestram
para eles mesmos
no auditório 34
enquanto a poesia
me pinga novamente
devagarinho
das lisas pedras pros rios.

Adélia, não enxergo teus peixes santos
e igrejas só me rimam beleza
do lado de fora…

No entanto,
sua bagagem,
seus amores, cores e águas
me transbordam as mãos.

, entre RJ e BH

df252 dsc00704
Série de fotos no Parque Lage, Rio de Janeiro, RJ.

3 respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *