ZEN

cb40b 01 12 07 1759
No abismo do sem nome
salto sem pernas
buscando nada
mas vendo
o invisível
enquanto o tempo todo
tudo foi
é
e será.

Bato palmas:
estala uma mão
contra a outra
em homenagem
ao som
que faz
uma só…

O céu da boca
do todo
tem estrelas azuis.

(foto da praia do Recreio dos Bandeirantes, próximo ao Pontal, Rio de Janeiro, RJ)

2 respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *