SE AGARRO

trago em mim
a distância

seguro inseguro
o vazio

cuspo
a falta

ed70b 01 12 07 1742

4 respostas

  1. Oi, Mila, obrigado pela leitura! Por outro lado acho que a ausência é o que nos move um pouco. Na arte e na vida…Lu, sumida, obrigado! Que contas de novo, mulher? Como vai a vida em Sampa? Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *