“COMO SE DENTRO DE MIM UMA MÃO SUAVE APERTASSE”

891ca 21 11 07 1756
“asas do desejo”

asas de concreto
peso de conceitos
vento no capim
mato
morte

noite muito tranquila

noite
muito
tranquila

anjos falam
meu silêncio

“só os caminhos mais antigos levam adiante”

uma maçã cinza
sabor de vermelho

meu coração
o dia todo

meu coração

(Poema feito enquanto assistia ao maravilhoso filme “Asas do Desejo”)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *