Relendo Nietzsche…

Relendo Nietzsche, de quando em vez, trechos de poemas antigos borbulham em mim, mais claros do que pareciam na época…

“Nunca houve começo
nem haverá fim
tudo é cílcico
não e sim”

Retorno eterno que já morou em mim…

2 respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *