POEMA DE FILME

As palavras certas
as tonalidades de um quadro
na folha-tela branca
as texturas perfeitas
ritmos solventes…

O sol descia vagaroso
acendendo nuvens
num dourado solene
(quase triste)
sobre os morros escuros.

Nuvens guias
incandescentes
de ventos
do amanhã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *