LUMINÁRIA

Uma poesia
no fim do dia
pra chorar
a noite
no fundo dos oceanos
onde a luz fria da lua
só ilumina
imaginária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *