OUTRO

Hoje percebi que ando lendo vários romances com algo em comum: arrependimento. Vários personagens se arrependendo ou não entendendo o que fizeram de seus últimos 20, 30 anos… Ou pior: o que fizeram da sua vida. E este é meu grande medo. Por isso, mergulho em mim mesmo, luto, tento buscar um dia-a-dia mais feliz, que tenha a ver com o que gosto. Conseqüentemente, daqui a alguns anos eu estarei arrependido do tempo que gastei tentando não me arrepender.

(Fabio Rocha – 2006)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *