PRISCILA BLAKE

Ela fecha
o poema
com a força
da palavra certa.

Na tenra idade da água
devora versos e devolve
a minha própria infância.

2 respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *