META-FORA

Dançando o que sempre acaba
querendo que não se acabasse
passa-se da paixão à posse
e da arte do cantar à tosse.

2 respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *