DESPERTAR

Acordar do total silêncio
na curva da lua nova
sombra da lua nua:
palma da mão
do espaço
que somos
acarinhando
a face do todo.

Acordar
sem pressa
para o infinito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *