SONHOS – UM RECOMEÇO

Senhor, senhor
por que me abandonaste
nestes campos pétreos
toda noite a sonharte?

Tão tranquilos os que não sonham
tão conformes os que não sonham
tão seguros os caminhos dos que não sonham…

No entanto eu sonharte.

Me mim comigo
sonharte
parte de mim arde
arde
arde
arde
todo dia
no todo que é
todo diagonia
mais ainda
se na noite
após o dia
poesia e outras ias
mostram sonharte.

2 respostas

  1. Hola, mío afecto, (haha, comecei estudar espanhol) Tô viva, sim. Ao menos sobrevivendo….mas não sei até quando afinal, “quem se mata de trabalhar, não merece mesmo morrer”?….Então, meu fim está próximo, rs….(brincadeira, a poesia, amores e amigos me salvam)Beijos, queridíssimo amigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *