Eu mesmo rio duas vezes

Eu mesmo rio duas vezes

Do alto dum morro verde
um morto amigo mostrava minha cova
era branca, muito branca
como se o sol a procurasse.

Sempre atrasado pra viagem
morro já e nasço agora
no instante.

Arde o fogo crepitante do que fui
chama a chamar mais gente
mutante…

eu-mesmo-rio-duas-vezes

Heráclito de Éfeso – Fragmento 49a: “No mesmo rio entramos e não entramos; somos e não somos.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *